1 de fev de 2013

A carta.

Eu nunca fui alguém que pudesse se gabar de ter uma grande quantidade de amigos, mas sempre me gabei comigo mesmo dos grandes amigos que tive e do quanto eu era feliz por isso, talvez superestimasse os amigos que tive, talvez eles não fossem tão incríveis como eu me lembrava, mas tive uma amiga um dia, não era uma coisa padrão, não era felicidade o tempo todo, pelo contrario, ela tinha um gênio forte e sua mania de estar certa o tempo todo fazia com que faíscas virassem fumaça, e algumas vezes fogo, boa parte do tempo passávamos discutindo sobre o quanto uma coisa era justa ou não, sobre o direito ou não de se ter ou não pontos de vista, e sobre os variados tópicos sobre o que era ou não falta de educação, porém não era só isso, me lembro, e como me lembro de o quanto o tempo passava rápido quando ela estava por perto, de como ela sabia levantar meu humor mesmo sem saber que eu estava mal humorado, lembro de como eu estava disposto a ir a qualquer lugar e fazer qualquer coisa por ela, porque ela tinha esse dom de transformar o mais abatido soldado no mais encorajado, contudo de todas as coisas que eu me lembro sobre ela, a maior de todas é a maneira como ela me via, ela enxergava o melhor de mim e acreditava em mim mesmo quando eu mesmo não conseguia, ela me mostrava que eu poderia ser maior do minhas projeções mais otimistas e brigava por mim quando alguém dizia o contrário, ela lutou por mim até quando eu não queria ser salvo, ela foi responsável por grande parte da formação do meu caráter e foi sem duvida uma das pessoas mais importantes que já passaram pela minha vida. Eu nunca retribui de maneira apropriada tudo o que ela foi pra mim, por isso esse texto, é uma das coisas simples que ela sempre me pediu, uma carta, talvez as palavras aqui escritas não sejam o que você esperava, mas cada palavra é sincera, talvez não tenhamos a mesma convivência, talvez até deixemos de nos ver, mas quando sentir saudade ou quando estiver brava comigo, leia novamente esse texto pois ele será verdade pra sempre, não é um texto longo, mas é tudo o que tenho pra dizer.Você sempre estará no meu coração minha grande amiga, Bruna.


19 de nov de 2011

O tempo

         
           Eu cresci ouvindo que o tempo cura tudo, que não há sentimento que dure se não for alimentado e por muito tempo vivi acreditando nessas palavras como se fossem a verdade absoluta, e ai então, a vida me trouxe você, alguém que eu não esperava ou sequer havia imaginado que um dia estaria ao meu lado e tudo foi lindo, coisas incríveis aconteceram, coisas das quais me lembro como se tivessem acontecido hoje pela manhã, lembro do sorriso de do beijo, que me fizeram desistir de tudo que eu havia sonhado e planejado, sim de tudo, no momento em que seus lábios tocaram os meus pela primeira vez eu sabia que era você que meu coração havia escolhido para amar e então minha existência passou a ter um significado diferente e tudo se resumia a te fazer feliz, eu também me lembro de como tudo era perfeito ao seu lado e eu só queria estar com você, lembro de muitas outras coisas como por exemplo: de como seu perfume me deixava maluco, de como sua pele era macia e de como seu sorriso fazia meu dia ser melhor... estar com você foi o mais próximo do paraíso que eu já pude experimentar... Lembrar dessas coisas é algo prazeroso até certo ponto pois foram alguns dos melhores e mais prazerosos momentos da minha vida, contudo quando relembro desses momentos, relembro também do trágico final da história, aquele parte em que você arrancou meu coração do peito e o despedaçou como se fosse papel velho e inútil, lembro das palavras que sairam de sua boca, a mesma boca que outrora me enchia de beijos estava naquele momento abrindo uma cratera no meu coração e fazendo com que nada mais fizesse sentido novamente, e então você navegou naquela manhã de céu cinzento e dia após dia convivo com essa dor sabendo que (talvez) nunca mais o mundo será igual pra mim...
          Agora eu pergunto: porque o tempo que tudo cura não curou essas feridas ? Porque as coisas ainda não fazem sentido? Porque as memórias ainda me assombram? Talvez não tenha passado tempo suficiente ainda,  talvez exista uma segunda metade minha por ai, e pode levar um tempo para me costurar por dentro, por isso estou apenas esperando o tempo passar...
         
         

2 de out de 2011

Coldplay "The Scientist" - Rock in Rio 2011

Coldplay tocando uma de suas mais tocantes canções no maior festival de musica do mundo.
 
PS: Alguns críticos (na verdade a maioria deles) colocou o show do Coldplay como o melhor de todo o Rock in Rio, merecidamente diga-se de passagem...

25 de set de 2011

A vida passa

           
          Todos tentamos entender o sentido de nossas vidas, tentamos fazer algo que seja lembrado, algo que demonstre quão bom somos como pessoa, e nos esquecemos de quem realmente somos, do que realmente fazemos quando estamos sendo nós mesmos, muitos de nós são gananciosos e a ganancia que muitas vezes chamamos de luta por uma vida melhor nunca termina, sempre queremos mais, nunca, por melhor que estejam nossas vidas, temos uma vida boa o bastante, porque somos assim?
          Porque sempre tentamos ver o que existe de bom em nós e nos esquecemos do que há de ruim, e porque insistimos em ver sempre o que ha de errado com os outros e nunca paramos para reconhecer o que existe de bom? A vida é muito curta e insignificante para que a tornemos mais mediócre ainda, é preciso saber apreciar cada segundo pois eles serão únicos, agora eu pergunto: Porque sempre reconhecemos um bom momento depois de um tempo que ele aconteceu? Por que nunca nos damos conta do quanto os momentos que vivemos são especiais enquanto os estamos vivenciando, mas ao invés disso sempre deixamos para viver a parte boa de nossas vidas, quando a parte boa já acabou, vivemos eles apenas quando são lembranças e não vivemos o momento no momento... porque?
          Sonhe, mas não deixe de viver a realidade esperando seus sonhos se tornarem reais, pois a vida pode passar e no final você pode não ter realizado seus sonhos e nem ao menos ter uma história pra contar...